Um grupo político rasgava dinheiro e recebia mensalidade/esmola/bolsa antes e depois pra não encher os pacová, era tão medíocre que mesmo tendo o país nas mãos por séculos, perdeu o poder, comem coxinhas para controlar a ansiedade e depressão. Daí um outro grupo assumiu e rasgou qualquer chance de encontrarmos tão cedo um caminho, digamos, humanamente digno para o conceito ser humano enquanto pessoa que não deve tanto para o mundo como os norte americanos. Compram camisas verdes, combinam com tênis chineses com luzinha neon, bebem vinho francês produzindo in Taiwan e têm meta. Daííííííííí… esse grupo ficou tão novo-rico que acreditou ser melhor que o grupo tanso que havia perdido o poder. Como a língua é rebenque da bunda, já esticou até o cotovelo.
Ou seja, as duas maiorias políticas no Brasil, são essencialmente tansas, além de serem abobadas, mimadas, uma corja safada, _______________ (complete a frase indefinidamente, se faltarem adjetivos, crie.)
Como maioria é no mínimo a metade mais um, eles representam pelo menos todos nós mais dois, certo? Tudo que é demais dá problema. Então a culpa é dos dois.