-Esse é um artigo dinâmico, ou seja, pode ser revisado e reeditado várias vezes-

Se você quiser fazer um mingau, pão ou polenta, moa muito bem seu malte. Mas se quiser fazer cerveja, apenas quebre os grãos.

A moagem de malte, via de regra, deve apenas expor o amido dos grãos preservando ao mais que se pode a integridade das cascas.O malte deve estar seco, porém alguns cervejeiros borrifam água sobre o malte um pouco antes de começar a moagem, diminuindo assim a quebra miúda que resulta em farinha. Essa técnica também proporciona ao malte um amassamento, deixando os grãos mais inteiros. Pessoalmente não utilizo essa técnica, prefiro fazer uma moagem entre média e grossa.

Moinhos:

Liquidificador: O liquidificador é muito ruim para quebrar o malte, pois no processo se obtêm muita farinha e cascas muito quebradas, A farinha pode entupir os filtros (bazooka e fundo falso, por exemplo) na hora de coar e lavar o mosto. Mas, se quiser utilizar o liquidificador, coloque pequenas porções de malte no copo dele, e utilize a função pulsar intercalando pulsações com uma chacoalhada no liquidificador, para que o malte não vire farinha.
Pilão: Pilar é uma das formas mais antigas de quebrar grãos. É também uma técnica utilizada para descascar cereais. Se no pilão houver uma quantidade razoável de grãos, ao pilar não conseguimos quebrar mas o atrito entre os grãos separa as cascas. Já tentei, mas me faltou habilidade. Talvez seja legal fazer isso como experiência histórica, para eventos ou por diversão.
Moinho de disco: É o moinho mais utilizado por cervejeiros caseiros, seja pelo custo razoável entre 60 e 100 reais, seja pela eficiência na moagem, relativamente boa. Para moer com um desses precisamos cuidar da regulagem da moagem. Nem muito fina, nem muito grossa. Quando você perceber que a maior parte dos grãos já estão sendo quebrados, a regulagem está boa.
Moinho de rolos: Ainda não utilizei um desses, mas dizem que a vida do cervejeiro muda. A única consideração que vou fazer é a seguinte. Pelos cálculos dos próprios fabricantes, só vale a pena comprar um desses se você for motorizar. O custo é bem mais alto -a partir de 300,00- e o tempo de moagem é grande se for na manivela, mesmo que a moagem seja melhor do que no moinho de discos.