Quem não quiser ler minha opinião sobre a merda de gente que somos, não leia abaixo:

Me formalizei no ‘MEI’, e em no máximo seis meses a prefeitura de florianópolis deveria me fornecer o alvará ou se pronunciar, perderam o prazo e a prefeitura roubou meus documentos de alvará. O governo federal anunciou abertura de crédito em alguns bancos ‘que nós somos sõcios’, o banco do brasil mentiu durante dois anos que havia conta para Empresário Individual, tentei abrir conta na agếncia do Rio Tavares e disseram que não havia nada, que isso era propaganda do governo. A Caixa Econômica também mentia, na agência Miramar peregrinei entre os gerentes, me disseram que por ‘não dar retorno’ não conseguiriam me atender como empresário. O Sicredi disse que era ‘cooperativa’ e me roubou também, no dia 5 de setembro do ano passado procurei a agência por estar apertado e querendo renegociar, não aceitaram, cobraram multas e multas até março desse ano, milhares de reais para um cara duro, e depois simplesmente me deram a mesma negociação que haviam negado em 5/9/11 quando propus. Agora a Caixa, por um estouro de R$0,06 além do limite ridículo de 300,00 para ‘empresário individual’, causado por um débito de juros e iof dela (claro que eu devia isso, mas se fosse conta de telefone não debitavam além do limite) meteu a mão em R$ 27,00 da minha conta e rebaixou minha avaliação de crédito cancelando até CDC, que é crédito ‘pré-aprovado’.
Presidiário recebe pensão do governo, puta recebe pensão do governo, vereador, deputado, senador, suas mulheres e mais um montte de vagabundo FDP recebe pensão do governo, pago claro com o que me roubam.
Que achem ruim, mas isso acontece porque vocês que me cercam não tiram a bunda da cadeira pra mudar, se fecham em aspas defendendo ‘malandragem e esperteza’ com a justificativa de que querem dar o melhor aos filhos. Culpa minha, que convivo com um mundo extremamente hipócrita, egoísta, falso. Estou cansado de tanta mesmice, de ver o ser humano cada vez mais idiota, mais fútil, mais desgraçadamente deplorável.
Como isso seria diferente? Simples. Se as mães* entendessem que isso faz o mundo um lixo para os próprios filhos e netos e que ‘educar tão mal os filhos é um ato de profundo desamor’, a próxima geração (sim, a dos filhos) viveria menos acuada, violentada, privada de liberdade, dopada de anabolizantes, chapada de antidepressivos, drogada de shopping.

Merda de povo, merda de país!

* (desses vereadores e a corja dessa linha… se as mães dos bancários e a corja dessa linha… se as mães dos advogados e a corja dessa linha (to incluindo a OAB conivente com defensores de marginais inimigos públicos declarados e o STJ idem)… juntos com os pais, tropa de ‘bananas imprestáveis’, entendessem de uma vez que ensinar os filhos a trapacear na fila da escola, estacionar em fila dupla por se achar melhor, fazer vistas grossas pelo ‘corporativismo’, estudar para passar em concurso público para ganhar mais do que os outros em vez de ‘servir ao que é ‘público’…)