Cor. Retrato, arte do Marcius, me fez pirografado.
A flôr que diz a cor
Se no sanduíche tem rúcula, já há mais do que a mordida espera

Nem vou me ater a descrições, fiz um circuito, quase encefanalógico também, unindo ou simplesmente reunindo consciência psicodélica com cerveja.

A cor… gostei dela.

O tomate caramelizou por baixo, receita no outro artigo

Tomate sem miolo, gema dentro, claras batidas com gergelim.

A flôr, selvagem na cidade, estimulou e abriu os olhos para ela.

Espinafre refogado, depois dois ovos, tampa.
O resultado são experimentações que mostraram, grosso modo, a habilidade dessa cerveja em lidar com pratos onde há caramelização de ingredientes:

Cebola, tomate, espinafre, ovos…
Contraste bom com o espírito nem exatamente seco, nem exatamente amargo da bebida.
Por conta disso, esse artigo é quase resumido em imagens.