Nesse ano essa atividade cervejeira, que estudo e pratico há dois anos, me levou para caminhos que não pensava um dia chegar.

Ainda é muito difícil seguir um empreendimento no Brasil, a nossa estrutura de governo é tão corrupta que quase não se consegue trabalhar. Infelizmente somos um povo mais preocupado em mostrar um carro novo aos parentes nos finais de ano, do que mostrar um sociedade diferente, que mudou alguns comportamentos medíocres. Mesmo assim, fazer cerveja artesanal, com qualidade, com dedicação, é parte do que faço e me leva a acreditar que um dia ainda verei o mundo com pessoas melhores do somos hoje.

Natal e final de ano são datas festivas. Estar com filhos e pessoas que amamos é muito bom, quando podemos. Quem está com a mesa completa, brinde à saúde, aos relacionamentos, aos nascimentos. Todos aqueles que já não fazem parte na nossa mesa, nesses momentos, revivem e querem brindar coisas boas.

No próximo ano farei, como sempre faço, algumas novas experiências com cervejas. Espero ainda que algumas alterações nas regulamentações federais contribuam com o desejo de registrar essa atividade e poder, com mais tranquilidade, oferecer meu produto em prateleiras dos comércios onde moro, fomentando a economia local, e também a a possibilidade de oferecer a cerveja em empórios, para que pessoas de várias partes experimentem um mundo cervejeiro cada vez mais diverso.

Todos vocês, que seguem essa página, tenham uma bela ceia de natal, com fartura de comidas e sobremesas, com sucos, água, bons vinhos e boa cerveja!