Hoje, nesse dia de domingo, quando novembro está quase beijando dezembro, acontece o evento de confraternização da Kumpánia Keifir.
A dança deve ter começado muito antes de alguém pensar em música, ritmo ou mesmo alguma ‘batida’ e é uma das artes mais sociaveis que conheço. Tanto que dá para ser socialvel até consigo mesmo dançando na frente do espelho, ou reunindo um milhão de desconhecidos numa praça. No caso de hoje Shams Keifir celebra com suas alunas, das escolas de dança da Jacqueline Kozan e da Yasmin Meera e também suas alunas particulares, um ano dedicado ao estudo dessa arte em que o corpo é o principal instrumento. Tem dança cigana, dança do ventre e dança tribal fusion.
E eu tô nessa, até vou fazer meus passinhos. No Cris Hotel lá da Joaquina, com entrada franca, para amigos e conhecidos das bailarinas, a partir das 19:30, uma hora de coreografias ensaiadas com muito bom humor, marca registrada da professora.