Nesta semana em 20/03/2015 preparei minha centésima quinquagésima brassagem, a primeira foi em 27/03/2011, há 48 meses faço em média mais de duas por mês, ainda não somei certo, mas devo ter ultrapassado os 4.000 litros de cerveja produzida e na minha página do facebook escrevi:

“150
Muito está bem que não seja, mas pra pouco também já é muito. Cento e cinquenta vezes cozinhando malte, isso me leva ao meu Sul bussolar, logo devo chegar aos… Cento e cinquenta e um, obviamente se Hermes Trimegisto bem abracadabrar!”

Mas o que tem isso a ver com Fundo Falso conto agora. Até esse momento eu havia utilizado somente bazucas nas minhas panelas. Sempre preferia a bazuca circular, que só é chamada de bazuca por me faltar nome mais adequado. Sempre gostei do resultado, eficiência, limpeza, controle de vazão, enfim, a bazuca sempre foi minha companheira. Porém mudei novamente meu equipamento, melhorei o sistema, em suma, simplifiquei adicionando tecnologia ao processo, e essa tecnologia exigiu um Fundo Falso.

O novo equipamento simula uma torre, tipo a da Blichmann no que se refere a empilhar panelas… O que ocorreu é que, ao modo das panelas únicas (Single Vessel), precisei de um filtro encima e um embaixo. Na brassagem 150 usei embaixo o Fundo Falso do vídeo tutorial, já encima usei ainda a bazuca circular. Funcionou, mas ela mostrou finalmente seu limite. A vazão é muito baixa para esse sistema, já estava incomodando no meu BRP, um RIMS por gravidade. O principal problema era trancar por sucção (stuck sparge).

Assista no meu Canal do Youtube o vídeo tutorial do Fundo falso.

Baixe aqui um PDF para imprimir em A4 a marcação para furação.

Fundo Falso 30cm com centro vazio

Fundo Falso 30cm SEM centro vazio