Os cervejeiros caseiros querem ter cerveja, boa e o bastante, daí que alguns detalhes são geralmente preciosismo para muitos. Mas alguns começam a estudar, mudar, criar e querem, além da cerveja boa, saber mais ou menos o que esperar da cerveja antes de ela ficar pronta. Uma das dúvidas é sobre quantos litros teremos lá no final. Uma boa forma de se saber isso é saber qual a eficiência do nosso sistema, da nossa técnica. Daí é que temos vários instrumentos para calcular a eficiência, um deles é ‘na caneta’. Uma excelente explicação para calcular isso li num fórum, vinda de um cervejeiro chamado Afonso Dolabella, aqui vai:

“Litros produzidos vezes 0.96 vezes densidade vezes plato dividido pela quantidade de malte/adjuntos utilizados.

Exemplo: você produziu 20L utilizando 3kg de insumos com densidade de 1.048. O extrato em plato correspondente é 12•P (geralmente densidade dividido por 4, mas vale consultar uma tabela). Então EFICIÊNCIA = 20L x 0.96 (coeficiente de resfriamento-valor fixo) x 1.048d x 12•P dividido por 3kg. Sua eficiência é igual a aproximadamente 80,48%. E como é uma fórmula matemática, você pode substituir qualquer variável para chegar ao resultado desejado, como por exemplo para saber qual a quantidade de apronte que deve-se obter para ter 67% de eficiência.”


Para o pessoal que utiliza refratômetro, não precisa converter a medida em Brix para Plato, a diferença entre eles é irrelevante para nós. Para densidade muito acima de 13 Brix, no blog Cervejarte do Ricardo Rosa há uma fórmula para conversão.

Já no forum dos do google, cervejeirosblumenau, o Alexandre Mello ensina assim:

“O calculo não é tão simples, mas da para fazer. Primeiro precisa do valor do extrato seco de cada malte que for utilizar e seu respectivo grau de umidade. Isso vc encontra na ficha técnica.

No caso do Pilsen da Castle, os valores sao:
Extrato: 80
Umidade: 4,5
 
Agora vc precisa do PPG (libras de malte por galão de mosto):
 
PPG = 46,214*(extrato/100-umidade-0,002)
PPG = 34,80
Ou seja, para cada libra de malte você tem 1 galão de mosto a 1,034.
 
Continuando, considerando que use 100 desse malte Pilsen:
 
Precisa de:
Eficiência: 100
Kilos de malte: 4 kilos (4/0,45359237=8,83 libras)
Quantidade de mosto: 20 litros (20/3,78541177=5,28 galões)
 
Agora:
OG=1+((1+(eficiência/100)*(PPG*libras de malte/quantidade de mosto))/1000)
OG=1,059
Essa é a OG para 100% de eficiência.
 
Logo, por exemplo, caso tenha medido 1,041 de densidade na leva, você tera 69,49% de eficiência.  Eficiência = 41/59=0,6949″

Eu utilizo alguns índices para uma fórmula, que já não sei a fonte, mas acho que foi no Cerveja Henrik Boden

Quilos de Malte x 296,8 x Litros de Mosto = A

OG / A = Eficiência * 100 = Eficiência em percentual
Onde OG é 1xxx – 1000 = xxx, ou seja… 1048 – 1000 = 48

Exemplo do cálculo de eficiência:

10 kg de malte x 296,8 x 50 litros de mosto sem Trub = 59,36

OG 48 / 59,36 = 0,809 * 100 = 80,9%

Divirtam-se!