Domingos são dias particulares, nem tanto para singulares, mas sempre paradoxais aos que trabalham na segunda pela manhã. Assim esperando a ‘lenha brava’ da segunda-feira que já espia por debaixo da porta, fazer comida pro jantar tende a ser um esforço medonho. Já vi muita refeição desses dias se transformar em café com pão.
Aqui em casa, hoje, com a vontade meio abalada, resolvi simplificar o trabalho e matar a fome satisfatoriamente. Saiu esse prato:
Chapa de ferro quente
Medalhas de músculo da paleta
Cebola
Tomate
Cerveja de verdade
Arroz
Banana
Põem a carne com pouco sal pra fritar, depois tomate em cima, depois rodelas de cebola sobre  a chapa, depois o arroz sobre a cebola, depois a banana, em esquecer de juntar água quente aos poucos e sempre pra cozinhar bem o arroz.
Esse ficou ‘loco de bão’.